/tamboreu porque e onde praticar

tamboreu

O Tamboréu nasceu no litoral paulista de São Paulo. Em meados de 1930, dois italianos, Luigi e Bruno Danadelli, traziam na bagagem uma espécie de pandeiro, com cerca de 40 cm de diâmetro. Nas areias da baixada santista os Danadelli rebatiam a bola um para o outro, sem qualquer rede ou quadra. A partir deste dia o Tamboréu passou a dominar a imensidão das praias santistas.

Com passar dos anos, o Tamboréu deixou de ser um esporte amador e conquistou sua própria identidade. Assim, o esporte foi tomando forma e surgiram as quadras de 17 metros.  A princípio as redes ainda eram iguais às usadas no Tênis. Em 1947, os clubes entraram no cenário do esporte. Um dos primeiros a formar equipe e conquistar o título de campeão da cidade de Santos foi o Tupis.

No ano de 1956, o Ipê Clube foi responsável pela  inauguração da primeira quadra oficial da cidade de São Paulo. “O reduto Ipeano foi palco de uma grande realização tamborelista, levada a feito no dia 5 de julho de 1956, quando os diretores e os demais esportistas Ipeanos tiveram a importante missão de inaugurar a primeira quadra oficial em São Paulo de Tamboréu, localizada num dos recantos mais aprazíveis do nosso clube”, trecho da revista Vida no Ipê edição número 16/58.

Com seus 34x10 metros, a mais nova quadra de Tamboréu da cidade de São Paulo, recebeu uma digna festa de inauguração. Convidados para um torneio inaugural, a conhecida agremiação tamborelistas santista, Grupo dos Graussás, disputou com a equipe Ipeana algumas partidas de duplas, sob o olhar atento da torcida de associados e famílias dos visitantes.

Foi a partir deste importante acontecimento que o esporte foi tomando pulso entre os ipeanos. Em pouco tempo, o esporte legítimo das praias paulistas, encontrou no Ipê Clube um legítimo apreciador da modalidade. De acordo com os registros históricos o Ipê foi a primeira agremiação de São Paulo a incluir a modalidade na programação esportiva do Clube.

Diversos campeonatos internos e externos com a participação de tamborelistas de diversas faixas etárias, sexo e categorias tem valorizado ainda mais este esporte. O Tamboréu do Ipê participa do Torneio Permanente de Acesso (TPA),  CIT (Campeonato Individual de Tamboréu), Ipê Open, TPM – Torneio Permanente de Mulheres, Torneio da Tiara (AABB), Copa Brasil Feminina, Super Copa C. E. Penha, TV. COM e Tribuna.

 
 
 
 

Rua Ipê, 103 • Ibirapuera • São Paulo • SP • CEP 04022-005 • Tel. (11) 5574-7255
Copyright © • Todos os direitos reservados